Ligue: (34) 3253-0533
Soluções de IoT são utilizadas na prevenção de acidentes

Soluções de IoT são utilizadas na prevenção de acidentes

Acidentes de trabalho ainda acontecem com muita frequência no Brasil. De acordo com a Organização Internacional do Trabalho (OIT), o Brasil é o quarto país com maior número de mortes devido a acidentes de trabalho. De 2012 a 2017, o Brasil registrou 1 milhão de acidentes por ano, resultando em 305 milhões de dias de trabalho perdidos e somando R$ 26,2 bilhões de custos com a previdência.

Na busca por soluções, muitas indústrias encontraram em tecnologias baseadas na Internet das Coisas (IoT) uma alternativa eficiente e economicamente viável, capaz de promover maior segurança e evitar incidentes. De acordo com Ana Flávia Rodrigues, diretora de operações da Alert System, empresa especializada em sistemas inteligentes de segurança, o uso de tecnologias IoT está impactando segurança, controle de qualidade e otimização de processos industriais.

“A tecnologia Beacon é uma das mais promissoras e está cada vez mais inserida em setores como varejo, óleo e gás, saúde e agroindústria. Os beacons, como são chamados, são pequenos dispositivos que emitem sinais por meio da tecnologia Bluetooth Low Energy (BLE). Através dos sinais que são emitidos é possível determinar a localização precisa de colaboradores dentro de vastas áreas industriais ou até mesmo grandes áreas florestais e minas. A aplicação de novas tecnologias com base em IoT se mostram eficientes na prevenção de acidentes e estão promovendo uma verdadeira revolução na indústria brasileira”, explica Ana Flávia.

É possível instalar os dispositivos que emitem estes sinais nos crachás ou capacetes de colaboradores, e assim saber em tempo real onde está cada funcionário e entender a movimentação da equipe durante o dia, o que possibilita acompanhar possíveis problemas de conformidade ou segurança, evitando, inclusive, que colaboradores não treinados se exponham à áreas de risco.

Além de ter papel importante na prevenção, a tecnologia reflete em uma tomada de decisão mais precisa e rápida quando diante de algum risco. Em agosto deste ano, uma explosão na siderúrgica Usiminas, em Minas Gerais, chamou a atenção para a importância do uso de tecnologias para conseguir ter uma resposta rápida e pronto atendimento. Na ocasião, um gasômetro na unidade de Ipatinga, no Vale do Aço, explodiu e feriu mais de 34 trabalhadores. “Caso tivessem essa tecnologia implantada, seria possível precisar em real time quantas pessoas estavam naquele local, número de vítimas e viabilizar por exemplo a tomada de decisões para um socorro mais eficiente”, explica Ana Flávia

Comentários estão fechados.